quinta-feira, 14 de maio de 2015

Medo

me·do |ê| 1
(latim metus-us)
substantivo masculino
1. Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaçareaishipotéticos ou imaginários. = FOBIAPAVORTERROR
2. Ausência de coragem (ex.: medo de atravessar a ponte). = RECEIOTEMOR ≠ DESTEMORINTREPIDEZ
3. Preocupação com determinado .fato ou com determinada possibilidade (ex.: tenho medo de me atrasar). = APREENSÃORECEIO
4. [Popular]  Alma do outro mundo. = FANTASMA



Medo. É isso que tem povoado minha mente nos últimos dias. Durmo, acordo e essa sensação não sai. E o medo vem acompanhado de pensamentos ruins e lágrimas, muitas lágrimas. Quase não tenho sabido o que é passar um único dia sem chorar. O pensamento positivo surge as vezes só pra lembrar de que ele também existe. E nesses poucos momentos, rio com o pensamento de que depois vou perceber que tudo não passou de mais de um dos meus dramas. Minutos depois isso passa e o medo volta a imperar. Ta difícil, muito difícil. Repetir pra quem pergunta que estou bem quando na verdade o mundo ta desabando por dentro ta cada vez mais complicado. Ta doendo não poder externar os medos, ficar com tudo guardadinho aqui dentro. Quem se preocupa com meus medos? Pra todos pode ser apenas mais um dos meus dramas, e pode ser mesmo e eu espero que seja mesmo. Mas, agora não é drama, é medo de verdade. 

Tem chovido lá fora, aqui dentro e de dentro pra fora.

Um comentário:

  1. O medo é um veículo para nos protegermos, mas não uma forma para não andarmos. Com ele temos limites, mas quem manda nele somos nós e não o contrário. Eu não sei que tipo de medo é este que te paralisa, mas respeito todos os medos e todas as suas escalas, mas o melhor de tudo é você externalizá-los e exorcizá-los. Tem muita gente boa no mercado terapêutico que pode te auxiliar e muito nisto.
    Se quiser conversamos mais, é só me chamar...você sabe aonde!
    Um beijão
    Déo

    ResponderExcluir