sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Lei da (minha) vida

Sempre vou sofrer pra caralho antes de alguma coisa dar certo. Sempre vou ficar ansiosa, chorar, descabelar, passar noites sem dormir, sentir enjoos de nervosismo. Mas depois, tudo dará certo. É assim desde que eu me lembre. E eu aceito. Se toda vez eu tiver que sofrer pra depois tudo ser flores, então tudo bem, que assim seja.
E que no final tudo dê certo. Amém? 
Amém!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Meme - 10 coisas que me fazem feliz

1 - CHOCOLATE.  Porque chocolate é vida.

2 - A AFILHADA. Como diz Saulo Fernandes, "só de imaginar você feliz, eu sorrio."

3 - VIAJAR. Tudo que envolve uma viagem, menos as despedidas. Das despedidas não gosto. Mas, todo o resto é amor.

4 - MÚSICA. Tirando as que me deixam triste (claro --'), não tem coisa melhor que ouvir música.

5 - CERVEJA. Por motivos de: álcool circulando na corrente sanguínea. hahahaha

6 - DORMIR. Porque dormir é a melhorrr coisa da vida.

7 - UMA TARDE DE DOMINGO COM MINHA VÓ - Se tem alguém que sabe como fazer uma pessoa sorrir, esse alguém é Dona Antônia.

8 - ABRAÇOS. Porque eu sou mimimi e gosto de carinho e de gente que abraça *-*

9 - LIVRARIA. Se o paraíso existisse, seria uma livraria.

10 - AZAMIGAS - E tudo que as envolve, desde uma saída pra farrear, até um papo tranquilo.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Dezembro... de novo

 E de repente já é dezembro outra vez. E já foi mais um ano. E 2016 já bate na porta.
Ultimo mês de 2015,  o melhor mês do ano. E pela primeira vez, desde não me lembro quando, dezembro chega sem ânimo, sem vontade, só com desejo de que melhore. E que traga toda a alegria que novembro levou.




quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Ta foda!



Até levaria numa boa, se apenas o psicológico estivesse bem.
E a vontade é única e exclusivamente passar o dia deitada em posição fetal, ou sumir.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

No repeat mental (involuntário)

Tem mais de 5 dias que essa música não sai da cabeça. Basta está "pensando em nada" e ela vem a mente, isso quando não invade qualquer assunto aleatório que eu esteja pensando. Já a ouvi trocentas vezes, já postei no facebook, para ver se ela desencanta da mente mas, nada. Ela continua aqui no repeat eterno e nem enjoando dela eu estou.




"E eu fico sozinho, esperando por você, meu bem-querer"

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Da série dicionário

Impotente 

adj. 2 g.

1. Que não pode, fraco, débil.

Ou ver uma das pessoas que você mais ama sofrendo, chorando de dor e não poder  fazer nada pra aliviar. E tentar ser forte e não demonstrar seu medo e seu sofrimento mas, falhar miseravelmente quando não consegue segurar as lágrimas. Mas, ainda assim, pedir a Deus força, que tudo isso passe logo e que ela fique bem.

sábado, 31 de outubro de 2015

Sonhos...




Quando você sonha repetidamente sobre a mesma coisa, deve significar alguma coisa.

Segundo este site aqui:  "sonhar que está grávida pode não ser necessariamente sua vontade de ter filhos, isto está indicando que você pode colocar em prática novos projetos, estabelecer planos para a renovação de sua vida. Colocar em prática seus projetos a partir do momento em que sonha que está grávida, terá como resultado o sucesso em tudo que fizer na vida. Sonhar com grávida de gêmeos indica que tudo correrá bem em sua vida, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. O que você planejar ou fizer trará bons resultados."


Não sou muito de acreditar nessas coisas, mas/porém/contudo/entretanto/todavia como significa coisa boa, não custa nada acreditar. Ainda mais se tratando de um momento em que as mudanças e os bons resultados nos planos, são mais que bem-vindos. 

E se assim for, que venham mais e mais sonhos monotemáticos ;)


Há ainda quem diga que sonhar que está grávida significa que alguém próximo está esperando um neném. Então, já estou perguntando prazamigas qual delas está esperando a chegada da cegonha porque quero sobrinhos fofos para mimar e estragar. :D

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

...

Aí você se pega pensando e, PUTA MERDA, tô caindo na armadilha. E você pensa mais ainda e, SOCORROO, eu não quero cair. Então, se agarra ao fio de esperança e repete como um mantra: eu não vou cair, não vou cair, não vou cair, não vou cair, não vou cair, não vou cair, não vou cair.... ad aeternum...
Mas o fio é frágil e você já se enxerga caindo e se esborrachando, bem esborrachadinho, ao final.
Então, oremos para que lá embaixo tenha um colchão macio e, ao invés de ser doloroso, que o baque da queda seja confortável e acolhedor.


terça-feira, 13 de outubro de 2015

Da série dicionário

Felicidade. Happiness. Bonheur 


(latim felicitas-atis)
substantivo feminino
1. Concurso de circunstâncias que causam ventura.
2. Estado da pessoa feliz.
3. Sorte.
4. Venturadita.
5. Bom êxito.



Ou, segundo Guimarães Rosa, "horinhas de descuido".
Ou ainda, curtir um show foda de lindo e achar que no outro dia será um martírio acordar mas, acordar com a mesma empolgação e ainda sentindo a energia gostosa do dia anterior. É perceber que, as vezes, não adianta se descabelar e sofrer por antecipação, se você fez a sua parte direitinho, se tiver de ser vai ser, e da forma mais certa. É acordar e ter a sensação de que apesar de todos os problemas da vida você tem mais motivos pra agradecer do que para reclamar.   

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

#VemOutubro


*
"Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga. 
Já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas não ter o seu lugar. 
Abre a janela agora, deixa que o sol te veja.
É só lembrar que o amor é tão maior, que estamos sós no céu. 
Abre as cortinas pra mim que eu não me escondo de ninguém, 
o amor já desvendou nosso lugar e agora está de bem."


sexta-feira, 4 de setembro de 2015

...

E se a definição de uma pessoa fosse uma frase, talvez a minha seria:
 "Sufocou com as palavras que nunca disse." 

Por que olha... esse nó na garganta, que fica por palavras não ditas, dói tanto que sufoca.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Das coisas que não passam

Sabe aquela sensação de o coração virar geleia e ter uma festa de borboletas na barriga? Pois é, achei que tinha superado. Achei que tinha te superado. Ledo engano. Os anos passam, passam-se sem notícias suas e basta bater os olhos em você pra tudo voltar. E me sinto aquela menina de 11 anos atrás, que ria abobalhada, sempre que te via. E talvez seja isso, aquela menina que ainda ta aqui e não conseguiu te superar. E você, você também não ajuda em nada. Não ajuda quando me destina aquele seu sorriso de derreter as geleiras do Pólo Norte, não ajuda quando me faz um carinho na bochecha. Me diz, qual a necessidade? Quer que as borboletas saiam do estômago e passem pela boca junto com o coração? É isso? Não faz assim, já é bastante complicado só olhar você. Eu que achei que tinha te superado, descobrir que está tudo aqui ainda, guardadinho, tão guardadinho que as vezes acho que não existe mais. E talvez seja só essa coisa de questões não resolvidas, coisas inacabadas sabe? Foda, se for assim, não vai passar nunca. Sem chances dessas questões se resolverem, dessa coisa acabar. Mas, tudo bem. Está tudo bem. Já aprendi a conviver com isso. É o que temos pra vida. 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Expectativa x Realidade

Expectativa


Adolescente: Quando eu for adulto irei a todos os shows que eu quiser.




Realidade


Adulto: Quando o show cai numa data legal, não tem grana. Quando tem grana, o show não cai numa data legal.






This is my life :/

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

No repeat

Aí você descobre que o cantor que você ama, tem uma versão de uma música que você ama.
Lindeza demais prum vídeo só *--*


Música: Esquadros
Versão: Saulo Fernandes <3




"Meu amor cadê você?
Eu acordei
Não tem ninguém ao lado"

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Como matar um ansioso/curioso

Apenas pronuncie uma das seguintes frases:

- Te conto depois;
- Precisamos conversa, mas não agora;
- Aconteceu uma coisa, mais tarde te digo o que foi;
- Tenho muitas coisas pra conversar com você, mas só quando nos encontrarmos (sendo que o encontro será, talvez, daqui a 4 dias).


Se eu morrer, já se sabe causa :/

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Listas

Então que hoje dia sete, está rolando o meme das sete coisas. Então que revolvi entrar na brincadeira ;)



Sete coisas...

...para fazer antes de morrer

  1.  Adotar uma criança
  2.  Beijar na chuva
  3.  Virar a noite batendo papo com uma amiga
  4.  Ver o pôr do sol de um lugar foda de lindo
  5.  Ir num show sozinha
  6.  "Pagar a língua" com alguma coisa
  7. Curtir um dia de carnaval em Salvador

...que eu mais falo

  1. Que tédio
  2. Oxe
  3. Tô com fome
  4. Tô com sono
  5. Sem essa
  6. Não tenho paciência
  7.  Beleza

...que eu faço bem

  1. Macarrão
  2. Bolo de milho
  3. Cartas mimimis
  4. Chorar
  5. Sonhar acordada
  6. Imaginar diálogos que nunca acontecerão
  7. Ouvir a mesma música vááárias vezes até enjoar   

...que me encantam

  1. Riso de bebês
  2. Casal de velhinhos
  3. Fofurices de pais com filhas
  4. Olhar o mar
  5. Cafuné
  6. Gente que abraça
  7. Alice, a afilhada

...que eu não gosto

  1. Beterraba
  2. Strogonoff
  3. Esperar  
  4. Ser chamada de Priscila
  5. Guardar pratos
  6. Falsidade
  7. Sair de casa em dias de chuva

...que eu mais amo

  1. Chocolate
  2. Viajar
  3. Ouvir música
  4. Ler
  5. Abraço
  6. Vinho
  7. Bater papo com "azamigas"  

sábado, 1 de agosto de 2015

Agosto

a·gos·to |ô| 
substantivo masculino
Oitavo mês do anocom trinta e um dias.
Plural: agostos |ô|.





Que 2015 seja bonzinho, que quebre o padrão e não traga desgostos em agosto, por favor.

terça-feira, 28 de julho de 2015

No repeat

*

Artista: Tiago Iorc
Música: Alexandria
Álbum: Troco Likes



"vamos lá, atrás de um pouco de paz, aqui tem gente demais"


Todo o CD no repeat *-*


P.s.: Música escrita por Tiago Iorc e Humberto Gessinger ^^






segunda-feira, 15 de junho de 2015

Onde fica o botão de editar a vida?




Sempre tem aquele pensamento de como teria sido se tivéssemos dito coisas que não dissemos, feito coisas que não fizemos, agido de forma diferente.
Esse é um tipo de pensamento FDP, pq a gente  nunca vai saber a resposta.
Mas, sempre tem aquela coisa que poderia ter sido feita de forma diferente, aquelas palavras a serem ditas mas que na hora não veio a mente (daquelas que só são lembradas para serem ditas quando a oportunidade já passou, sabe?), ou no momento foi preferido calar..
E nunca vai saber se foi melhor assim ou se teria sido melhor ter feito diferente.
Tenho trocentas palavras não ditas presas na garganta, inúmeras atitudes que queria poder voltar e fazer diferente.
Buuut, como diz o ditado, agora é tarde, Inês é morta. Os grandes cientistas ainda não inventaram o botão pra editar a vida. E o que resta é aceitar as coisas do jeito que aconteceram.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Medo

me·do |ê| 1
(latim metus-us)
substantivo masculino
1. Estado emocional resultante da consciência de perigo ou de ameaçareaishipotéticos ou imaginários. = FOBIAPAVORTERROR
2. Ausência de coragem (ex.: medo de atravessar a ponte). = RECEIOTEMOR ≠ DESTEMORINTREPIDEZ
3. Preocupação com determinado .fato ou com determinada possibilidade (ex.: tenho medo de me atrasar). = APREENSÃORECEIO
4. [Popular]  Alma do outro mundo. = FANTASMA



Medo. É isso que tem povoado minha mente nos últimos dias. Durmo, acordo e essa sensação não sai. E o medo vem acompanhado de pensamentos ruins e lágrimas, muitas lágrimas. Quase não tenho sabido o que é passar um único dia sem chorar. O pensamento positivo surge as vezes só pra lembrar de que ele também existe. E nesses poucos momentos, rio com o pensamento de que depois vou perceber que tudo não passou de mais de um dos meus dramas. Minutos depois isso passa e o medo volta a imperar. Ta difícil, muito difícil. Repetir pra quem pergunta que estou bem quando na verdade o mundo ta desabando por dentro ta cada vez mais complicado. Ta doendo não poder externar os medos, ficar com tudo guardadinho aqui dentro. Quem se preocupa com meus medos? Pra todos pode ser apenas mais um dos meus dramas, e pode ser mesmo e eu espero que seja mesmo. Mas, agora não é drama, é medo de verdade. 

Tem chovido lá fora, aqui dentro e de dentro pra fora.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Sobre vídeo fofo e inclusão

E na aula de Relações humanas e educação, falamos sobre a interação e inclusão de alunos com necessidades especiais. Assistimos um vídeo tão fofo que eu queria compartilhar aqui. 
Como boa chorona, assistir fazendo esforço para não chorar na aula, e quando acabou quase toda a turma comentou que tinha chorado. Rsrsrs




video



quinta-feira, 9 de abril de 2015

Sobre a vó mais fofa *-*

Minha vó, com seus 67 anos, nunca foi muito ligada nessa era tecnológica. O único celular que ela teve não tinha acesso a internet e ela utilizava apenas para receber ligações. Isso quando ela atendia, por que o coitado do aparelho vivia desaparecido. Com um tempo todo mundo parou de ligar e o aparelho ficou inutilizado. Porém, no começo do ano, minha tia resolveu tentar mais uma vez que ela tivesse (e utilizasse) um celular, e deu para ela um aparelho "simples" mas com acesso a internet.
Depois de todo mundo passar um tempinho ensinando como utilizá-lo, além das ligações, ela resolveu baixar apenas 2 aplicativos, o "Show do Milhão" (sim, a minha velhinha é fã do Silvio Santos) e o "WhatsApp". 
A partir de então eu tenho tido os diálogos mais divertidos com a Dona Antonia. Deixando claro que nós sempre tivemos diálogos divertidos, minha vó é uma palhacinha nata e tem respostas engraçadinhas e divertidas para tudo.

Todos os dias, pela manhã e pela noite, eu recebo mensagens fofas enviadas por ela. Mesmo que eu a veja praticamente todos os dias.
Ontem eu não a vi. Perto da meia-noite meu celular bipa, verifico e tenho uma nova mensagem de D. Antonia:

"Qual o problema Dona Priscila? Por que não veio me ver hoje?"

Respondo sonolenta: 

"Oi vó, não deu pra passar na sua casa hoje, amanhã vou te ver."

Minutos depois vem a resposta:

"E não sabe mandar notícias não? Tem WhatsApp para que, se não é para mandar notícias para sua avó?"

Eu rir ao ler a mensagem, a minha velhinha, que até pouco nem sabia para que lado ia o WhatsApp, agora está praticamente viciada no aplicativo, perde horas de papo com os netos, filhos e sobrinhos e quer que todos a responda prontamente.

Como sempre digo a ela: minha vó é uma figura. 


terça-feira, 7 de abril de 2015

Série dicionário

a·gi·ta·ção 
substantivo feminino
1. .Ato ou efeito de agitar. = AGITAMENTO
2. Movimento violento e aturado sem .direção certa.
3. [Figurado]  Inquietaçãoalvoroçomotim.


Ou passar toda a manhã sem conseguir se concentrar em nada, e querer fazer tudo de uma vez, por que não consegue ficar quieta cuidando de uma coisa só. 
E pra piorar a agitação se junta com a ansiedade. Aí fodeu tudo :/

sábado, 28 de março de 2015

A arte de...

... esquecer a promessa de nunca mais ler até de madrugada, quando tiver que acordar cedo no outro dia. E só lembrar da promessa quando isso voltar a acontecer.

Status: Um zumbiZZzzzZzZzzzzZZZzz

sexta-feira, 20 de março de 2015

Uma carta para mim aos 16

Ei Pri,
você aí, essa adolescente tímida, vergonhosa e que chora por tudo, tenho uma coisa boa pra te dizer: aos 26 um monte disso já vai ter passado. E ó, em dez anos tanta, taaaanta coisa vai acontecer na sua vida que se eu te contar você nem acredita. Rsrsrs
Pra começar, sabe esse drama que você faz por tudo? Desencana, isso vai continuar sendo assim, sinto muito. Mas, pra compensar, você vai se tornar menos tímida, menos medrosa, menos chorona. Aiai Pri, sabe o que você nem nos seus melhores sonhos imagina mas vai acontecer? Você vai mudar de cidade aos 20 e olha só, vai ter que se virar na cidade grande por conta própria, da para acreditar? Pois é menina, como eu disse você ficará menos medrosa. E sabe qual o melhor disso tudo? Isso foi uma decisão sua. Sabe aqueles impulsos que você as vezes tem, de decidir uma coisa, fazer e só depois parar pra pensar? Pois é, foi bem assim. Um dia você acordou e pensou: quer saber, chega de "ficar parada", está na hora de fazer algo dessa vida, vamos começar por uma inscrição no vestibular. E por falar em vestibular, lá vem a maior surpresa, sabe essa sua indecisão entre jornalismo, pedagogia, letras e turismo? Relaxa, não vai ser nada disso. Tenho uma surpresa pra te contar, você vai cursar biblioteconomia, isso mesmo você não leu errado rsrsrs. Mas não se assuste, você vai ser tãão feliz com a sua escolha, que não vai se arrepender por nem um minuto e vai ter maior orgulho em dizer para as pessoas que é bibliotecária. Mas também  não é uma surpresa tão absurda assim, tendo em vista que você seempre amou ler. 
Então, a partir daí você vai viver tanta coisa boa, vai conhecer tanta gente, fazer tantas amizade, conhecer tantas coisas novas, que as vezes você fica se perguntando se essas coisas estão realmente acontecendo com você. Logo você, essa menina "bicho do mato" do interior que acha que nunca vai sair da sua cidadezinha, que nunca vai conhecer "o mundo lá fora". Você que nunca foi nem na cidade vizinha desacompanhada, que odeia fazer as coisas sozinha e gosta de companhia até pra ir na padaria. Você vai aprender que pode se virar sozinha sim, e que o mundo lá fora tem muito mais do que você possa imaginar. Mas olha só, não vou te dizer que vai ser sempre tudo flores e felicidade por que não vai, sinto muito a vida não é um mar de rosas. Algumas vezes vai ser muito difícil e você vai chorar muito, algumas vezes vai doer, algumas vezes você vai sentir vontade de desistir, algumas vezes você vai ter o coração partido, algumas vezes você vai se perguntar por que certas coisas só acontecem com você. Sabe como as coisas costumam ser bem complicadas pra você antes de da certo? Então, isso não vai mudar em nada, tudo vai continuar sendo muito complicado pra você antes de dar certo. Mas, a parte boa é que quando acontecer, você vai saber aproveitar e valorizar cada segundo. Terá momentos que você vai ser tão feliz, que você vai ficar se perguntando se merece tanta felicidade e todas as coisas boas que acontecem, e todas as pessoas que aparecerem na sua vida. Você vai conhecer tantos anjos que Deus vai colocar no seu caminho quando você achar que as coisas não tem mais jeito, desde pessoas que irão te "abrir portas" até pessoas que te dirão palavras que te deem ânimo e força pra continuar. Mas, aos 26, mesmo que as vezes você ache que ta velha, você ainda terá tantos sonhos, tantas coisas que quer realizar. A vezes você vai achar que ainda pode conquistar o que quiser, em outros momentos você vai achar que já conquistou tudo que podia. Contudo saiba, que aqui em 2015 estamos sonhando muito e pensando em formas de realizar todos esses sonhos. Saiba também, que apesar de já terem se passado 10 anos, muito de você continua aqui comigo (um pouco da timidez, o coração mole, o se apegar fácil, o ser emotiva, a falta de paciência, a ansiedade, o se importar com o que os outros vão pensar, o ser magoável, o se importar demais, o sonhar acordada e mais algumas coisinhas) e que apesar de tudo eu tenho muito orgulho da menina que você é, aí em 2005. Se eu pudesse te dizer duas coisas, seriam:1- não deixe de fazer nada do que você fez, entretanto não deixe que o medo te impeça de fazer algumas coisas pois, hoje você tem muito mais arrependimentos de coisas que deixou de fazer do que de coisas que você fez e; 2- estude mais, você vai achar que deveria ter se dedicado mais aos estudos . 

Aproveita bastante, a vida passa muito rápido.  Um beijo!
De: Você aos 26.

quarta-feira, 18 de março de 2015

No repeat

*


Música: Thinking out loud
Artista: Ed Sheeran  *--*


"Estou pensando em como as pessoas
se apaixonam de maneiras misteriosas. 
Talvez apenas com o toque de uma mão. (...)
(...) Estou pensando alto. Talvez
tenhamos achado o amor bem aqui, onde estamos."

quinta-feira, 12 de março de 2015

Só para constar


Hoje é dia dessa gente legal, linda, divertida, inteligente e prestativa que, entre tantas outras coisas, dissemina, organiza e preserva a informação.
Feliz demais por fazer parte disso, por ter sido escolhida (sim, a profissão me escolheu e não o contrário) e por poder trabalhar com o que amo.







12 de março, dia do Bibliotecário.  <3

sexta-feira, 6 de março de 2015

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Pq ser altamente magoável é uma merda.

Sabe essas pessoas que não se importam com nada e não se magoam fácil? Pois é, queria eu ser assim. Minha impressão é de que pessoas assim sofrem menos, choram menos.
Eu queria ser assim, uma pessoa pouco magoável, pouco sentimental, de se importar pouco. Acho que a vida seria melhor, sentimentalmente falando. Não é que eu queira um coração de pedra, longe disso.. Só quero não me importar tanto, evitar me magoar com tudo. Dói se importar demais, e eu já cansei dessa dor...
Hoje, se eu encontrasse a lâmpada mágica do Aladim, meu pedido para o gênio seria esse: um coração que se importe menos. :/

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Desafio literário #DLdoTigre - Fevereiro/livro2


Livro 2 - #DeCrônicas


Livro: Crônicas das Flores Noturnas - Volume 1: O Silêncio das Asas
Escritor: Ton Adalcle
A Dimensão Lubbus está sendo destruída pois,
as flores que produzem o oxigênio estão sendo devastadas pelos grandes gafanhotos. É nesse contexto que Maya, na esperança de manter seu filho vivo o leva para a dimensão da Terra. Ao pisarem no novo planeta e receberem ajuda, Maya é dada como morta e seu filho é adotado, contudo Maya planta uma semente da flor Lubbus, o único meio que seu filho tem de voltar a sua dimensão. Aos 12 anos de idade Duck sofre com chacotas dos colegas da escola e possui apenas um amigo, Enzo. Os dois são muito amigos e sonham em viajar e serem artistas, ambos adoram desenhar. Um dia Duck descobre no túmulo da sua mãe uma flor que acaba o levando para a Dimensão Lubbus, na primeira viagem o menino descobre que o motivo de possuir corcundas é que na verdade ele possui asas. Entretanto ainda é cedo para voltar definitivamente e Duck tem que esperar e guardar esse segredo.

Desafio literário #DLdoTigre - fevereiro/livro 1

Livro 1 - #DeAutorBrasileiro


Livro: Simplesmente Ana
Autora: Marina Carvalho

O livro é um conto de fadas, que relata a história de Ana Carina, estudante de direito e moradora da cidade de Belo Horizonte. Ana tem 20 anos quando descobre que a história que conhece sobre o abandono do seu pai é uma mentira. Ao contrário do que Ana sabe, seu pai não abandonou sua mãe quando soube que ela estava grávida. Na verdade Andrej Markov nunca soube que Olívia estava grávida. Ao saber de sua existência Andrej (rei da Krósvia) vai até sua filha e após se entenderem a leva para passar uma temporada em seu país. Nesse período Ana conhece e se apaixona (ainda que no começo negue bastante) por Alexander enteado de Andrej. Depois de muito implicarem um com o outro e Alex terminar com sua namorada, Laika, eles finalmente ficam juntos. Entretanto, uma armação de Laika faz com que os dois se desentendam e Ana volte para o Brasil. Mas, como em todo conto de fadas que se preze, Alex vem até o país tropical ao encontro de sua princesa. E como viver um amor a distância é muito complicado, após concluir sua graduação Ana se muda definitivamente para a Krósvia, para viver pertinho do seu amor. E os dois viveram felizes para sempre. Fim. 

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

No repeat

Culpa da afilhada que só quer ouvir essa música, e sabe cantar todinha *-*


Música: Românticos
Artista: Vander Lee


Românticos são lindos
Românticos são limpos e pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha e sem juízo


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

sábado, 31 de janeiro de 2015

Desafio literário #DLdoTigre - Janeiro/livro 2

Livro 2 - #ComMaisde300Páginas


Livro: Los Angeles        
Autora: Marian Keys


Los Angeles discorre em torno de Maggie, uma das 5 filhas da família Walsh. Maggie sempre foi considerada a filha exemplar, até o dia em que, depois de perceber que seu casamento está estagnado, descobre que seu marido Garv,  está tendo um caso. Maggie sai de casa e volta para a casa dos pais. Até que decide passar um tempo com sua amiga Emily em Los Angeles, a cidade do cinema, do glamour, e das pessoas magras. Mas o que ela percebe que nem tudo é como parece e viver no mundo do cinema pode também ser cruel. No período em que passa com Emily, Maggie faz novas amizades e vive coisas que nunca tinha feito antes, como por exemplo se relacionar com outra mulher. Em Los Angeles também ela reencontra seu primeiro namorado, que a abandonou quando mudou de cidade para cursar uma faculdade, sem nunca entrar em contato. Em meio a isso tudo Garv vai até a cidade pedir perdão e dizer que a ama. Apesar de tudo Maggie percebe que Garv é o amor de sua vida e que por ele faria coisas que não faria por nenhum outro.

Desafio literário #DLdoTigre - Janeiro/livro 1

Esse ano resolvi participar do desafio literário do blog da Tati. Acompanhei o desafio no ano passado e esse ano resolvi entrar na brincadeira.
Para saber mais sobre o desafio é só conferir essa postagem no blog, ou acompanhar a página no facebook.


___________________________________________________________


Livro 1 - #QueVirouFilme


Livro: O lado bom da vida    
Escritor: Matthew Quick


Já tinha assistido o filme e estava querendo muito ler o livro, afinal as adaptações nunca são a mesma coisa, rsrs.

O livro fala sobre Pat, viciado em exercícios e super torcedor dos eagles. Pat que foi internado em uma clínica psiquiátrica após agredir o amante da sua mulher, Nikki. Mas, o que acontece é, devido a lapsos da sua memória, que Pat acredita está passando apenas um tempo separado de Nikki e quando esse tempo passar tudo voltará a ser como era antes, por que ele acredita que a vida é como um filme onde no final tudo termina feliz, e o seu final feliz é ao lado da sua esposa. Entretanto, quando sai do "lugar ruim" (como ele chama a clínica), ele conhece Tiffany, uma garota também problemática, que perdeu o marido em um acidente de carro.  Tiffany propõe a Pat que se ele participar de um concurso de dança com ela em troca fará a aproximação entre ele e Nikki. O que ele não sabe é que tudo não passa de uma invenção para que ele esqueça Nikki e retome a sua vida. No final, como era de se esperar (pelo menos eu estava esperando isso rsrs) Pat e Tiffany se apaixonam e ficam juntos.
O livro apesar de ter alguns trechos lentos é bom, tem umas passagens divertidas, outras um pouco tristes e em alguns momentos Pat parece ser um louco rsrsrs. Na adaptação para o cinema quem interpreta Pat é o Bradley Cooper (que eu acho liiindoo) e a interpretação da Tiffany fica a cargo de Jeniffer Lawrence (que ganhou o Oscar de melhor atriz por essa personagem).




sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015


Sair do comodismo. Se jogar. Se arriscar. Acho que isso deve ser viver. Não deixar a vida passar enquanto a observa pela janela. Engraçado, sempre tive essa impressão, de que apenas observo a minha vida passando pela janela sem a acompanhar, sem aproveitar sua passagem. 
Acabo de lembrar de duas professoras que tive na faculdade. Uma delas (professora de Organização Temática da Informação) vivia nos dizendo que aproveitou sua vida por que não ficou na janela vendo a banda passar, ela foi atrás da banda e, não satisfeita apenas com isso, fez questão de tocar na banda. E que a gente deveria fazer isso também, por que ficar apenas olhando nos causará arrependimento quando não tivermos mais forças para pular a janela e ir atrás da banda.
A outra (professora de Editoração), certa vez nos disse que "para alguns é sempre válida a lei do menor esforço, o problema é que com ela você não aprende muito, não amplia seus horizontes, não conhece outras possibilidades".
Olhar pela janela, lei do menor esforço, acho q trata-se de não sair da zona de conforto. Aquela coisa de não ter muito trabalho, evitar a fadiga, deixar a vida passar sem grandes complicações e sem muito trabalho. 
Talvez o que me falte é isso, sair dessa minha zona de conforto, de optar apenas pelo que for mais fácil,  arriscar mais, acreditar mais em mim e essas coisas todas. 
Não é uma tarefa fácil, confesso. Mas, o ano novo ta aí pra isso, pra recarregar as energias e tentar mudar o que nos incomoda (não que seja necessário mudar o ano para fazer isso mas, é um estímulo a mais). Assim sendo, bora lá pular essa janela e seguir a banda. Antes que, como disse minha professora, falte a força pra pular a janela. :)