terça-feira, 18 de novembro de 2014

Da série músicas que me deixam triste, não me pergunte o pq.


Título: Simples como a vida
Álbum: Aleluia




"Aqui da janela de casa eu vejo rostos felizes,
aqui da janela de casa eu vejo e ouço o que eu digo.
Eu tomo conta da tua vida, do teu sono e caminho.
Aqui na casa onde eu encontro abrigo"


P.S.: Queria ter colocado ESSE vídeo, mas o Blogger não deixou :/



segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Preguiça Oo'

Faltam exatos 44 dias pra acabar 2014.  Pouco menos de 1 mês e meio.
E eu li apenas 4 livros esse ano. Oo'
Quase nada.
2014 foi o ano da "preguiça literária". Triste, muito triste :/

Que 2015 traga toda a minha disposição para ler que 2014 me levou. Por favor!!!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Meme

Vi esse meme nesse blog aqui, achei legal e trouxe pra cá. 

Meme do tempo e do agora

Eu sou… ansiosa. 
Eu quero ser… mais tranquila. 
Na minha casa…  fico de pijama o máximo de tempo possível. 
Eu encano com… o que os outros vão pensar. 
E acredito em… Deus. 
Tenho medo de… não ter muito tempo. 
Acho graça em… coisas bobas. 
Choro com…  algumas músicas alegres.
Não vivo sem… celular. 
Tenho mania de… me apegar fácil. 
Meus três melhores amigos são... três melhores amigas. 
Eu tenho como heróis… pessoas que me inspiram. 
Meu sex symbol… tem o sorriso mais lindo do mundo. 
O amor é… simples e complicado ao mesmo tempo. 
Meu livro de cabeceira é… o que eu esteja lendo no momento. 
Meu vinil preferido é… não tenho.
Meu sapato favorito é… minha havaianas. 
No meu armário não falta… creme de cabelo. 
Minha balada preferida… qualquer uma em que eu esteja com amigos. 
Minha luta é… acordar cedo. 
Meu maior fora foi… ter desistido de algumas coisas. 
Minha bola dentro… fazer amizade com pessoas que valem a pena. 
As pessoas acham que… eu sou metida. 
Mas eu juro… que é só timidez. 
O que eu mais ouço… "você parece ser mais nova." 
Eu me sinto livre… quando viajo. 
Rezo por/para… que eu e todos os meus tenhamos saúde para correr atrás dos nossos objetivos.  
Meu ponto fraco… meu coração mole. 
Meu grande charme… não se aplica. 
No chuveiro, eu canto… bem alto. 
De madrugada, eu… durmo. 
Meu meio de transporte é… carro/ônibus. 
Eu tenho ilusão de… ser uma grande bibliotecária.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014


"Eu ando pelo mundo prestando atenção em cores que eu não sei o nome. Cores de Almodóvar, cores de Frida Kahlo, cores! Passeio pelo escuro, eu presto muita atenção no que meu irmão ouve, e como uma segunda pele, um calo, uma casca, uma cápsula protetora. Ai, Eu quero chegar antes pra sinalizar o estar de cada coisa, filtrar seus graus. Eu ando pelo mundo divertindo gente, chorando ao telefone e vendo doer a fome nos meninos que têm fome. Pela janela do quarto, pela janela do carro, pela tela, pela janela. Quem é ela? Quem é ela? Eu vejo tudo enquadrado, remoto controle. Eu ando pelo mundo e os automóveis correm para quê? As crianças correm para onde? Transito entre dois lados de um lado eu gosto de opostos, exponho o meu modo, me mostro, eu canto para quem? Eu ando pelo mundo. E meus amigos, cadê? Minha alegria, meu cansaço. Meu amor, cadê você? Eu acordei, não tem ninguém ao lado."
Esquadros - Adriana Calcanhoto

sábado, 8 de novembro de 2014

Oito. Ocho. Eight. Acht. Otto... 8

*


Se me perguntam qual o meu número preferido, a resposta é imediata: 8.
Desde que me lembre, oito é o meu número favorito. Talvez por ser a data em que nasci, ou por ser o número que mais se repete na data do meu nascimento (3 vezes), ou ainda por ser um infinito em pé. Oito é a data em que coisas lindas e legais nascem/começam. tsc tsc tsc.
Eu nasci em um dia 8 há (quase) 26 anos. Esse bloguinho aqui começou num dia 8, há exatos 3 anos. Eu nasci num dia agitado e cheio de sol. Ele começou numa noite silenciosa e insone. Ele fala por mim, tudo o que tem escrito aqui sou eu. Todas as felicidades, todas as queixas, todas as reclamações, absolutamente tudo são coisas que eu acho, que eu me identifico, que eu penso.
Há exatos 3 anos eu resolvi abrir um blog só pra escrever as minhas "bobices", sem grandes pretensões sabe? Escrever por escrever e pronto. Mas, o tempo passou (ele sempre passa né?), e me mostrou que "Opa! Peraê mocinha, não é bem assim não. Pensa o que? Que vai chegar aqui escrever suas bobices e sair imune as surpresas da blogosfera? Nada disso senhorita". E assim foi, nesses três anos esse bloguinho me trouxe algumas surpresas. Conheci vários blogs legais, li textos que me emocionaram e me fizeram repensar algumas coisas, conheci algumas pessoas e fiz uma amiga (a melhor das surpresas ^^). Criar o blog foi uma experiência totalmente positiva.
Nesses últimos 3 anos muitas coisas mudaram da mesma forma que algumas outras continuaram exatamente iguais. Acho que eu continuo quase a mesma desse post aqui, minha vida que mudou bastante. Continuo ciumenta, tímida, indecisa, teimosa, dramática, sensível, chocólatra, amando cinema, teatro, ler, escrever, sair com as amigas, ouvir música, ficar sozinha em casa, conversar e cozinhar. O que mudou? Bom, terminei a faculdade, conseguir um emprego, voltei para a minha cidade, passei a ver algumas coisas de outra forma, mudei de opinião sobre algumas coisas, conheci novos lugares, me encantei por alguns lugares, me apaixonei,  desapaixone, quebrei a cara, me recuperei, quebrei a cara novamente, voltei a me recuperar e me endureci, conheci pessoas novas, fiz novas amizades, ganhei um sobrinho.. enfim, minha vida não é mais a mesma daquele 8 de novembro de 2011. E dessa mudança toda, algumas coisas foram contadas aqui no blog, outras ocorreram por causa do blog.

E que venham muitos outros 8, e que coisas boas continuem nascendo/começando em dias oito.


Fonte da imagem: Instagram