quarta-feira, 19 de abril de 2017

Repost


*

Eu sempre acho difícil começar um texto. Mas, esse está sendo especialmente difícil. Já lembro quantas vezes abri a página pensei, repensei e pensei de novo, em como colocar em palavras o que estou pensando.
Tudo isso para falar sobre amor. Mas não o amor em si, e sim em como ele surge, qual o momento exato em que o percebemos? Qual o segundo exato em que o balde do gostar e do carinho transbordam e se transformam em amor??  Por que em algum segundo isso deve acontecer, em algum segundo algo no universo deve mudar de lugar e então o amor surge. Porque a partir desse momento todas as outras palavras não são suficientes para descrever o que sentimos, a partir desse momento fica extremamente difícil expressar o que se passa dentro de nós. E tudo que queremos é estar com o outro, é que o outro seja feliz. E não tem explicação, e tentar entender é um erro. Como isso é possível?? Está tudo bem, você gosta da outra pessoa, tem um carinho por ela, vocês de dão bem e depois você percebe que quer essa pessoa em sua vida para sempre, porque a simples ideia de não ver mais, não se falarem, não saber como esta passando e o que tem vivido é insuportável. E depois de um tempo você se acostuma com o sentimento e não sabe explicar como era antes do balde transbordar, porque o amor quando surge não é como se fosse algo de fora que se encaixou em você. O amor quando surge, se incorpora a você e é como se estivesse ali desde sempre.

Alguém se habilita a responder??


Postado originalmente em 13/04/2012

quinta-feira, 30 de março de 2017


Dia desses eu li que "Deus não coloca um desejo em nosso coração que Ele não posso realizar".

Dadas as circunstâncias da vida (no caso a minha), hoje me peguei perguntando até onde vai a veracidade dessa frase. Tenho em mim desejos muitos e expectativas poucas de realizá-los.

sábado, 18 de fevereiro de 2017